Remédio e Pomada para CANDIDÍASE VAGINAL ( Tratamento )

A Candidíase vaginal é uma doença muito comum entre as mulheres e é causada por um fungo que está sempre presente na flora vaginal. O que acontece é que por se multiplicar demais em algumas situações, ele acaba causando a contaminação.

Essa doença não está relacionada entre as DST, porém, quando a mulher está infectada e já está se tratando, o parceiro deve usar preservativo no momento do ato sexual, isso para evitar que os fungos migrem para o homem.

A doença é mais frequente em mulheres grávidas e também em mulheres que se encontram com o sistema imunológico debilitado. Além disso, o uso em excesso de medicamentos a base de corticoides e antibióticos, complicações com a diabetes e hábitos de higiene e alimentação deficitários também contribuem para a proliferação do fungo Candida Albicans que é o verdadeiro causador da doença.

Apesar de preocupar, a doença tem cura desde que um remédio e pomada para Candidíase Vaginal seja aplicado logo nos primeiros sintomas.

O que é a Candida Albicans

O fungo Candida Albicans é o principal responsável pela doença que denominamos Candidíase que pode se desenvolver em qualquer região do corpo, porém é muito frequente na vagina ou na boca.

Sintomas – entre os sintomas que aparecem na mulher podemos destacar:

  • Ardor ou dor no momento das relações sexuais
  • Ardor ou dor no momento de urinar
  • Corrimento muito parecido com leite coalhado
  • Coceira persistente na vagina

Em geral através dos sintomas o médico já pode chegar a um diagnóstico, porém para se comprovar esse diagnóstico é feito o exame Papanicolau.

Pomada Interna Gino Canesten

A pomada interna Gino Canesten é bastante recomendada para combater a Candidíase vaginal, porém é preciso ficar atento, pois ela contém algumas contra-indicações e efeitos colaterais como os demais remédios químicos.

Substância ativa do Gino Canesten – cada 5 gramas desse medicamento contém 50 mg ou 100 mg de Clotrimazol.

Como usar esse medicamento – aplica-se uma camada bem fina do creme Gino Canesten 50 mg, 2 a 3 vezes ao dia, sendo que o tratamento deve persistir por até 3 semanas.

Atenção – procure por orientação médica com urgência se acontecerem as seguintes reações:

  • Febre de 38ºC ou acima disso
  • Dor nas costas
  • Dor no abdomen
  • Corrimento vaginal com mau cheiro
  • Sangramento com dor no ombro
  • Náuseas

Esses sinais podem apontar problemas mais sérios como uma Endometriose e o médico precisa ser buscado para rever o tratamento.

O uso do creme Gino Canesten também pode provocar processos alérgicos na pele por conta do Álcool Cetoestearílico presente na fórmula. Porém, a reação só ocorre durante o tratamento, depois desaparece.

Preço do medicamento – O creme vaginal Gino Canesten pode custar em torno de R$ 65,00 reais um tubo de 35 gramas que vem acompanhado de 6 aplicadores.

Fluconazol Comprimido 150 mg Dose Única

O Fluconazol na forma de comprimido é mais um medicamento indicado no combate a Candidíase Vaginal tanto para casos agudo como recorrentes. Sua ação consiste em impedir o crescimento dos fungos pois não deixa que eles sintetizem os compostos esteroides que seriam necessários a sua sobrevivência.

Substância ativa do Fluconazol – cada comprimido contém 150 mg de Fluconazol.

Como usar esse medicamento – para combater a Candidíase a dose recomendada é de um comprimido de 150 mg por dia, por um prazo de 15 dias.

*Caso você tenha problemas cardíacos, de rins ou fígado, deverá comunicar seu médico antes de começar a usar o medicamento.

É possível você pagar de 1,50 a 3,00 reais um comprimido de 150mg. Mas uma caixa deste medicamento pode custar até 30,00 reais.

Transmissão, como se pega

Bom como é causada pelo fungo da linha da Candida, a Candida Albicans é uma das mais comuns e pode ocasionar até 90% dos casos.

Este é um fungo natural na flora biológica e e pode estar presente até no aparelho digestivo e na boca de até 80% das pessoas.

Em situação normal, outros fungos e até o bom nível de imunidade que o corpo oferece, impede que a Candida se prolifere, mantendo o equilíbrio da flora.

Sendo um microorganismo oportunista, a Candida pode se multiplicar desordenamente ao perceber qualquer sinal de desiquilíbrio no sistema imunológico do corpo e ai é que causa as infecções e todo aquele desconforto.

Até 50% das mulheres trazem a vagina colonizada por estes fungos, mas devido a uma boa imunidade, o pH ácido e o equilíbrio da flora vaginal, fazem com que a Candida não se manifeste.

Na maioria dos casos, acontece que a Candida não se pega, pois ela já vive no organismo, e a candidíase ou vulvovaginite só acontece justamente porque acontece o desiquilibrio da flora e a Candida Albicans acha um meio de ultrapassar os mecanismos de defesa do organismo.

Em casos mais raros poderá haver a transmissão através do sexo oral e anal que são possíveis meios.  O sexo vaginal também pode também pode ser um meio de transmissão quando um ou outro está  colonizado.

Mas é importante lembrar de que a transmissão via sexual não quer dizer de que a mulher irá desenvolver a candidíase, pois dependerá de fatores como o sistema imunológico, ou seja, as defesas do organismo.

Outro ponto importante é que ter Candida Albicans não quer dizer que tenha infecção, ok?

Quem está mais suceptível

Esta poderá se manisfetar mais facilmente quando:

  • Baixar a acidez vaginal
  • Altera a flora vaginal
  • Na baixa do sistema imunológico
  • Houver alteração dos hormônios
  • Houver o diabetes Mellitus
  • Após uso de antibióticos
  • Imunossupressão
Leia também: