8 meses de gestação ( Gravidez ) sintomas, Como é a ida ao médico

A gravidez encaminha-se a passos largos para a sua reta final, pois já chegou a 8 meses de gestação, e a mãe agora já ganhou mais ou menos uns 10 quilos de peso o que é perfeitamente normal.

Essa é a fase em que os dias parece que não passam  e a mãe se sente exausta, cansada, incômoda com o peso da barriga e o inchaço, especialmente nas mãos e pés, que é constante e piora ainda mais se a estação for de calor.

Mas agora já falta muito pouco para a chegada do bebê. As contrações indolores podem agora ser mais constantes, como se fosse um preparo do corpo para o dia do parto. E os preparativos se intensificam, envolvendo toda a família.

O corpo da mamãe no 8º mês

A barriga já está enorme, endurecida e parece que não tem mais o que esticar, e as costas estão arqueadas suportando o grande peso.

Pernas, pés e mãos inchadas, e o rosto também começa a dar sinal de inchaço, enfim, o desconforto é absoluto nesses últimos dias.

Os seios também ficam mais sensíveis e doloridos e a região da bacia está esticada simplesmente. E em algumas mulheres já pode aparecer o colostro que é aquele primeiro leite de cor clarinha. Porém, se não aparecer, não se preocupe, para algumas mulheres, ele só aparecerá depois do parto, quando o bebê começar a sugar. E, diga-se de passagem, quanto mais ele sugar, mais leite sairá.

Agora a dificuldade aumenta também na questão de alguns movimentos, e a mãe fica meio endurecida e não consegue se abaixar e levantar com a mesma facilidade, e até para se sentar em locais um pouco mais baixos fica difícil, o que é perfeitamente normal.

Está difícil também dormir tranquila, pois já não existe posição que lhe dê conforto. O bebê se movimenta bastante, e o espaço já quase não existe dentro da barriga.  E o jeito é se rodear de almofadas e travesseiros para poder descansar e dormir mais confortável.

É difícil também ficar em pé por muito tempo, pois as pernas e pés doem com tanto peso, então, o ideal é buscar ficar sentada o máximo que puder. Mas calma, pois tudo isso logo vai passar.

Apesar da dificuldade, é importante que a mãe faça caminhadas leves diárias, isso ajudará na circulação, e também na hora do parto.

Outro desconforto é quanto a dificuldade de respirar, uma vez que o bebê já está tão grande que ocupa parte do local dos pulmões.

A região do estômago também está reduzida, porque o bebê está invadindo todo o espaço possível que já está ficando pequeno para ele. E o jeito é buscar comer mais vezes mas em pequenas porções para não se sentir mal. Mas é normal que a azia aumente também, devido a esta forte pressão do útero sobre os estômago.

Semanas que compreendem o 8º mês

O 8º mês, corresponde da 31ª a 35ª semanas. E ao final deste mês, já até poderia nascer, pois todo o desenvolvimento do bebê será completado. Mas ainda é preciso que ganhe peso, ganhe defesas e se prepare melhor para enfrentar o novo mundo que está por vir.

Tamanho do bebê e da Barriga

Nessa etapa da gestação, o bebê já está encaixado na posição em que vai nascer, e por isso, a pressão dos órgãos alivia, pois a barriga estará mais baixa.

Por outro lado, porque a barriga pesa mais na parte debaixo, vem a dor insuportável nas costas e na altura dos ossos da pélvis.

O bebê ainda continua crescendo e semana após semana fica maior:

31 semanas

O bebê tem 29 semanas de idade e mede cerca de 41 cm e tem um peso de mais ou menos 1500 g. Agora ele já consegue realizar movimentos como o de virar a cabecinha para os lados.

32 semanas

O bebê tem 30 semanas de idade e mede cerca de 42 cm de comprimento mais ou menos e pesa em média 1700 gr. Ele está um pouco menor do que um melão, e pela falta de espaço, dá a impressão de que ele se move menos o que não é verdade, pois ele se mexe muito, só que agora de maneira mais cautelosa.

Devido à falta de espaço, é possível sentir o cotovelo e outras partes do corpinho pressionando a barriga, mas fique tranquila, pois ele está protegido pelo líquido amniótico.

Ele já fica de olhos abertos e pisca e acompanha a claridade do lado de fora da barriga. Também consegue identificar vozes e sons do lado de fora.

Por engolir o líquido amniótico que passa pelo estômago, vai se formando o mecônio no intestino, sendo esse o primeiro ‘cocô’ do bebê ao nascer.

Em casos de meninos, os testículos agora vão descer para o saco escrotal, porém existem casos em que mesmo depois do nascimento, um dos testículos não está bem localizado, mas provavelmente descerá.

Caso o bebês nasça nessa semana, terá grandes chances de sobreviver e respirar sem a ajuda de aparelhos.

33 semanas

O bebê tem agora 31 semanas de vida e mede cerca de 43,7 cm de comprimento e pesa aproximadamente 1900 gr. Ele agora já tem o tamanho de um abacaxi, e seus ossos já estão bem durinhos, exceto o crânio que é maleável, facilitando na hora do parto.

Nesta fase ele ama ouvir a voz da mãe e seus batimentos cardíacos. Também reconhece a voz do pai, e consegue corresponder com chutes.

Nessa fase é importante prevenir o diabetes gestacional, cuidando na alimentação.  Mas [e importante consultar o médico sobre a necessidade ou não de complementos vitamínicos para seu bebê.

Para a mãe, até mesmo se alimentar é mais complicado, já que tudo está pressionado e o apetite se vai.

34 semanas

O  bebê tem agora 32 semanas de vida e mede mais ou menos 45 cm e pesa agora mais ou menos 2150 gr.

Os pulmões e o sistema nervoso estão em pleno amadurecimento. Seu sistema imunológico também está pronto.

A partir de agora é impossível dormir de barriga para cima, pois até a frequência cardíaca se acelera pela pressão e o peso. Então durma do lado esquerdo que lhe causará maior conforto.

Apesar de seus olhos ainda não estarem com a cor definitiva, ele já possui cílios e tudo mais.

Possui unhas que devem ser cortadas assim que nascer, e tanto é que podem até nascer com pequenos arranhões no rostinho.

Nessa fase é normal notar que a barriga vai descendo. É o encaixe do bebê.

Para a mãe nesta fase, as dores pélvicas se intensificam, e o cansaço também.

35 semanas

O  bebê agora terá 33 semanas de vida e terá o tamanho de cerca de 46 cm e peso de aproximadamente 2350 a 2500 gr.

Agora seus rins, fígado e outros órgão já começam a funcionar, e ele começa a engordar preparando-se para o nascimento. Apesar de que o normal seria a partir de 37 semanas, se resolvesse nascer agora, teria todas as chances.

Nesta fase o bebê se aproxima ainda mais das características de um bebê recém nascido, e seus membros se alongam ainda mais, e os osso continuam no processo de calcificação.

O crânio ainda apresenta espaços vazios, isso porque mesmo depois do parto, o cérebro continuará a crescer.

Nesta fase o bebê fica extremamente sensível a dor, pois seu córtex está em pleno desenvolvimento.

O bebê engole muito líquido amniótico, o que faz com que apure seu sentido gustativo, e assim quando nascer, poderá sentir o gosto mais adocicado do leite materno.

Os pulmões já estão amadurecidos e só faltam começar a funcionar, o que será após o nascimento.

Neste mês, é normal que o bebê ganhe bastante peso, e portanto, é importante que a mãe se controle na alimentação para não exagerar no peso de ambos.

A dor nas costas e lombar também chegam, e agora a mãe está com menos disposição para fazer suas atividades do dia a dia.

As noites serão intensas e mal dormidas, aumentaram as cãibras nas pernas, você mãe fará muito xixi, e além de tudo, a ansiedade, certamente chegará junto, e agora até o pai estará na expectativa.

Se ainda não saiu, já deverá estar saindo de licença, então procure descansar, e marque consultas para cada 15 dias ou de semana em semana.

Agora é provável que já terá decidido se fará parto normal ou cesárea.

Pré natal do oitavo mês

Agora é hora de você conversar com seu médico sobre o que poderá acontecer e como poderá acontecer. Se será parto normal ou cesárea, como está a dilatação, e tudo mais. São muitos detalhes que precisam ser esclarecidos, até porque será bom para sua segurança.

Um exame de ultrassom será de suma importância para garantir a data mais aproximada do nascimento. E no caso de parto normal, deve-se lembrar sempre de que a data poderá variar em 10 dias, tanto para depois como antes da data prevista, o que é perfeitamente normal.

Procure manter a calma e cuide de você um pouco. Procure relaxar e praticar exercícios de respiração, faça alguma coisa para estar de bem consigo mesma.

Comece a se preparar para a chegada do seu tão esperado bebê. Organize as roupinhas, o quarto do bebê, a mala para ir a maternidade, lembrancinhas e tudo o mais.

Fique mais sossegada no aconchego da sua casa, e faça atividades como boas leituras, ouça boas músicas, faça atividades manuais, enfim, fique calma, mas ao mesmo tempo pronta para qualquer emergência, pois a partir de agora, não se sabe quando será a hora e o dia do nascimento.

Bebê no 8º mês de gestação

Agora seu bebê já se parece com um recém nascido, mas ainda continua a alongar os membros e os ossos vão se calcificando constantemente. E sua pele já está rosadinha.

No entanto o cérebro ainda continua a crescer para preencher o espaço vazio do crânio, e isso vai continuar até mesmo depois do nascimento.

Pelo fato de nessa fase o córtex estar se desenvolvendo, o bebê torna-se bastante sensível a dor.

Nessa fase ele também engole muito líquido amniótico desenvolvendo a sensibilidade gustativa, e preparando seu aparelho digestivo, e assim que nascer já terá condições de sentir o sabor do leite materno. Também urina bastante.

Neste mês também o bebê continuará ganhando muito peso, e é importante a mãe tomar certos cuidados para não engordar muito.

Possíveis Preocupações com a mamãe e o bebê

Existem algumas coisas que podem preocupar e é importante estar antenada para não descuidar se acaso aconteça algo inesperado:

  • Caso não sinta o bebê se mexendo, o ideal é que você coma algo doce para estimulá-lo. Mas se mesmo assim ele ficar quieto, sem movimento, é importante ir o mais rápido possível para o médico.
  • A questão do controle da pressão alta. ´É de suma importância que a pressão esteja controlada.
  • Eleve os pés para cima e faça massagens para aliviar o inchaço.
  • Fique com as malas prontas para qualquer emergência.
  • Faça massagens com cremes descongestionantes para dar alívio as pernas e o cansaço.
  • Nessa fase podem ser feito exercícios físicos mas com muito cuidado e sob orientação médica.
  • Exercícios de treino da respiração para o parto, caso tenha optado por parto normal.
  • A pressão alta durante a gestação deve ter uma atenção especial nesses últimos dias, pois é um dos fatores causadores da tão temida eclâmpsia, claro, juntamente com a perda de proteínas pela urina.
  • Alimente-se bem e de maneira saudável e leve. Coma muitas frutas, verduras e cereais integrais.
  • Beba muita água.
  • Não use sapatos apertados e desconfortáveis, e nem saltos. Prefira os flats e rasteiros.
  • Evite alimentos gordurosos e muito condimentados.
  • Fale com seu médico sobre a necessidade de um suplemento antes do nascimento do bebê de vitamina B12, vitamina D, ácido fólico, cálcio, ferro, zinco que completem o que poderá faltar na sua dieta.
  • Tome cuidado para não pegar doenças contagiosas, gripes e outras.
  • Evite ter febres.
  • Cuidado com diabetes e sobrepeso.

Contrações

Na verdade, as contrações já começam lá pro volta do 3º mês de gestação, e são conhecidas como ‘falsas contrações’ ou as contrações de Braxton Hicks que são muito curtas e sem dor, mas que claro, acabam causando um certo desconforto.

Isso, nada mais é do que um pequeno treino para as posteriores contrações que antecedem o parto.

Quem precisa ficar atenta ou se preocupar, são as mulheres que apresentam algum outro tipo de complicação associada, ou caso você enfrente complicações durante o parto. Caso contrário, tudo certo.

E o desconforto

Já comentamos que é enorme e basicamente inevitável, pois a barriga está enorme, não tem quase mais o que esticar, os movimentos agora tem que ser mais lentos e com cuidado, enfim…

Como o bebê está se encaixando no fundo do útero para se preparar para o nascimento, a pressão nessa região é muito grande, além do peso, e as dores são quase que  frequentes, justamente porque os ossos se forçam a a largar, a pele estica, o peso, pressão, tudo colabora.

Além do que já falamos, dores nas costas, na lombar, pernas e pés inchados, rosto inchado, dificuldades para dormir, ficar em pé, na alimentação, e tudo mais, mas fique certa, isso tudo vai passar, assim que seu bebê nascer.

Então é isso, agora você já está bem informada sobre o que acontece  normalmente com 8 meses de gestação!!!!

Leia também: